Minha Família

Casei-me aos 26 anos com Lucy Franco Arcuri no dia 27 de dezembro de 1943. Ela tem 4 anos menos, tinha 22 . Mas nós namoramos muito tempo, uns 4 anos.

A Lucy estudava no Stella Matutina, ela tinha uma amiga - Diva Fortini - que era irmã mais nova da minha tia Orlanda, que era casada com meu tio Reginaldo. Então, ela ia sempre para fazer um lanche com essa amiga, e eu a via.... Mas, desde que fui apresentado à ela, num baile de engenharia, que Escola de Engenharia costumava fazer, tipo baile de aniversário da escola, coisa assim, eu me interessei. muito, foi em 17 de agosto de 1938. Tinha uma amiga dela que queria me namorar, e ficava muito em cima. Então, a Lucy se afastou para não atrapalhar, mas eu queria era a Lucy, até que um dia conversamos e começamos a namorar em janeiro de 1939. Neste mesmo ano montei o meu primeiro consultório no Edifício Hipotecário e Agrícola de Minas Gerais, na rua Halfeld 533 - sobrado. Em 1941, com a mudança de residência dos meus pais para Belo Horizonte, onde iam construir os prédios da Sul América, passei a morar, por uns meses, no Hotel Majestic, na rua Halfeld, perto do meu consultório. Depois, fui morar na casa do meus tios Miguel e Rosita Sirimarco

Foi uma coincidência a Lucy ser de família italiana, porque meus pais não olhavam para isso.. Minha idéia de casamento era ter uma companheira e...conheci a Lucy e notei que a família dela, era uma família que não havia diferença entre a minha e a dela: sistema de criar, sistema de educar, modo de ser, os pais dela gostavam muito de mim, eu gostava muito da mãe dela, e aí casamos e formamos a nossa família.

Ficamos noivos no dia 22 de julho de 1941 e nos casamos em 27 de dezembro de 1943, na Igreja da Gloria, às 14 horas, com a recepção na residência dos pais dela, na Fazenda Retiro Novo (Krambeck) e viajamos para o Rio de Janeiro. Na volta, moramos provisoriamente no Palace Hotel e, em 1944, montamos a nossa primeira casa na Rua Pinto de Moura, em Juiz de Fora.

Em 11 de fevereiro de 1946, nasceu nesta casa, meu primogênito Marcio, que nos deu grande alegria. Por causa dele fiz um exame de consciência, resolvi encerrar a minha vida atuante no Aero Club e passei a dedicar todo o meu tempo na vida profissional e familiar.

Em 1947, mudamos para a nova residência na Rua Dr. Vilaça, onde, em 25 de setembro, nasceu a minha filha Miriam, formando assim um casal de filhos que muito nos orgulhamos.

Em 1950, mudamos novamente para a rua Antonio Dias, perto da residência dos meus sogros.

Em 1951, nos mudamos para a rua Antonio Dias, 32 (parte baixa).

Marcio e Miriam começaram seus estudos no Instituto Santos Anjos, desde o Jardim de Infância e todo o primário. Marcio se formou em 1957, no mesmo ano que nos mudamos para Rua São João, onde moramos até a ida para o Rio de Janeiro, em 1965. Miriam se formou em 1958.
Marcio foi estudar o ginásio no Jesuítas e Miriam no Stella Matutina e Colégio Santos Anjos. Marcio terminou o segundo grau na Academia em 1965 e seguiu para o Rio para prestar vestibular de Arquitetura, sendo aprovado e começando o curso na Faculdade de Arquitetura do Fundão, em 1966.
Miriam terminou o segundo grau no Colégio Bennett , no Rio de Janeiro.

Em 1956, compramos um apartamento na Rua São João, 340, construído pelo meu amigo João Ruffulo (Lulu), construído pelo Jose Abramo..Em 1957, nos mudamos para lá.

Em 1958, adquiri um grupo de salas no Edifício Clube Juiz de Fora, sala 1001, onde fiz uma nova instalação de consultório. Neste mesmo andar estavam também, meus irmãos Pantaleone, com sua clínica de ginecologia e obstetrícia e Hugo, com seu escritório de arquitetura.

De 1967 à 1969 houve uma grande mudança em minha vida, tanto na família como profissionalmente, que foi a minha mudança definitiva para o Rio de Janeiro. Compramos um apartamento e um grupo de salas e instalei o meu novo consultório em Copacabana. Foi meu presente pelos 30 anos de profissão, completados em 1969.

Marcio terminou o curso de Arquitetura pelo Fundão, em dezembro de 1970 e Miriam se formou em Pedagogia pela Faculdade Santa Ursula.

Na década de 70 muitas coisas aconteceram:

Casamento de Marcio com Regina Célia Andrade e o nascimento de seu filho Bruno em 21/6/77
Casamento de Miriam e o nascimento de seu filho Ricardo em 4/11/78.
Nascimento de nossos netos nos deram muita alegria e nós temos muito carinho por eles.

Em 1972 consegui minha aposentadoria, mas continuei trabalhando até 29 de julho de 1996 completando 58 anos e 7 meses de profissão (30 anos em Juiz de Fora e 28 anos e sete meses no Rio de Janeiro).

Em 1994, tive um infarto. Após alguns exames, fui transportado de avião para São Paulo e fiquei internado no INCOR. Depois de me restabelecer, fui operado em 29 de novembro, pela equipe do Dr. Adib Jatene, um dos cirurgiões mais hábeis neste tipo de cirurgia. Fiz grandes amigos no INCOR e sempre nos falamos por telefone, nos parabenizando pela nova vida: Sr Nelson, Sr. Silvio.
Meu sobrinho Leonardo veio de Paris- França, onde ele mora, para ficar comigo, o que muito me agradou
Dentro da minha família existem duas pessoas que praticamente fizeram parte dela a vida inteira: meu sobrinho Selmar, que infelizmente não se encontra mais entre nós e seu filho Leonardo.

Veja fotos aqui

Perdi minha esposa Lucy no dia 11 de novembro de 2004. Ela se foi nos deixando órfãos de sua alegria e espontaniedade. Eis uma homenagem à ela.


voltar